Padre Salvador Tarallo chegou ao Brasil no ano de 1872, mas foi em 1880 que o sacerdote chegou para assumir à administração da Capela do Curado do Espírito Santo do Córrego das Pedras.Em Itápolis, encontrou uma igreja simples e rústica com à frente voltada para o oeste. A Casa Paroquial que fora construída por Pedro Alves de Oliveira era de pau a pique barreado. Então, Padre Tarallo dedicou-se na construção da antiga igreja Matriz. Posteriormente, idealizou a construção da nova, à época, e atual igreja matriz, tendo procedido à benção da sua pedra fundamental em 21 de maio de 1905.

Padre Tarallo incentivou à vinda de italianos que aqui cooperaram para o progresso da indústria, do comércio e da lavoura. Auxiliou na elaboração do Primeiro Código de Posturas Municipais. Instalou à Companhia Agrícola Industrial Pedrense, com engenho de aguardente e açúcar, serraria a vapor e máquinas de arroz e café, moinho de fubá, carpintaria para a fabricação de carros de bois e carroças.

Faleceu na Casa Paroquial, em 21 de agosto de 1908. Depois de 52 anos do seu sepultamento, no dia 4 de dezembro de 1960, Frei Paulo Luig transladou os restos mortais de Padre Tarallo para a Capela de Nossa Senhora do Carmo, localizada no Cemitério Municipal. Padre Salvador Tarallo dedicou sua vida não só à religião, como as outras esferas da sociedade, colaborando com o desenvolvimento de Itápolis.

*Com dados extraídos do livro Nossa Terra Nossas Raízes da autora Nancy Hauers.

Imprensa Prefeitura de Itápolis