Aprender a costurar e este aprendizado resultar na confecção de uniformes escolares: esse está sendo o saldo do Projeto “Costurando o Futuro”, desenvolvido no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), onde são ensinadas técnicas de corte e costura industrial, proporcionando oportunidades para obtenção de renda própria para pessoas em situação de vulnerabilidade social. O projeto é fruto do convênio firmado entre o FUSSESP (Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo) e FUSS (Fundo Social de Solidariedade do Município), com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Prefeitura de Itápolis.

Nereide Evangelista da Cruz, que já participou de outros cursos no CRAS, disse que aprender mais sobre costura está sendo a realização de um sonho. “É muito gratificante, está dando a mim e a outras pessoas a oportunidade de profissionalização. Já faço jogos de cozinhas, tapetes e ganho um dinheiro vendendo. Agora estou me especializando para melhorar meu trabalho. Com a experiência que já tenho posso abrir uma oficina de costura em minha casa e ensinar também meus netos”, contou. As experiências anteriores de Nereide eram na roça e em faxinas, mas com o aprendizado dos cursos do CRAS está obtendo uma autonomia de ganho. “Falo para todo mundo, quando abre curso da prefeitura aproveitar a oportunidade”, finaliza Nereide.
Maria José Lemos Santos também aprova as oportunidades disponibilizadas no CRAS: “os cursos de biscuit, manicure, pintura em tecido, crochê, dança, bordado e costura, são todos ótimos. Frequento o CRAS há 2 anos, já fiz curso de costura, bordado industrial e, agora, estou fazendo esse de confecção de uniformes. Estou sempre participando para me especializar”, falou Maria.
Por meio do “Costurando o Futuro” as participantes confeccionarão 400 kits de uniformes para as escolas municipais, composto por: 1 agasalho; 1 calça; 1 bermuda e 2 camisetas manga curta, que totalizarão 2000 mil peças. O FUSSESP enviou o recurso para aquisição de máquinas de costura e tecidos de malha, enquanto a prefeitura disponibilizou o local e a estrutura administrativa para o curso.

Imprensa Prefeitura de Itápolis