Os cidadãos que já fizeram solicitação do auxílio emergencial do Governo Federal contam com mais uma ferramenta para consultar a situação do seu pedido. Além do portal e do aplicativo da Caixa, os brasileiros poderão acompanhar o andamento do requerimento por meio dos seguintes endereços: www.cidadania.gov.br/consultaauxilio  e https://consultaauxilio.dataprev.gov.br.

Você faz a pesquisa e acompanha todo o detalhamento da solicitação: é possível saber se o pedido já foi respondido ou ainda está em análise, verificar as datas de recebimento e envio dos dados pela Caixa à Dataprev e vice-versa e o motivo pelo qual o benefício possa ter sido negado. A análise da segunda solicitação também poderá ser conferida.

O processamento tem várias etapas: a Caixa coleta informações e envia para a Dataprev. A empresa faz o cruzamento dos dados para ver se o cidadão tem direito ao benefício. Ao concluir o processamento, a Dataprev homologa os resultados com o Ministério da Cidadania. A partir daí, a resposta é enviada a Caixa, que então muda o status no aplicativo e efetua o pagamento.

Para a consulta, é necessário informar CPF de quem pediu o benefício, nome completo, nome da mãe e data de nascimento, tudo como consta na base de dados da Receita Federal.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro do Governo Federal destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, que tem o objetivo de fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus - COVID 19.

👉Quem precisar de orientação sobre o Auxílio Emergencial do Governo Federal pode entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Social (3262-8195) ou CRAS (3262-1110), de segunda a sexta-feira das 7h às 17h, para esclarecer dúvidas ou agendar o atendimento, evitando aglomerações.

👉Você também pode telefonar para o LIGUE – 111 ou acessar o site da Caixa: http://www.caixa.gov.br/auxilio/PAGINAS/DEFAULT2.ASPX.

👉Não precisa se inscrever quem já estava registrado no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal) até 20 de março de 2020 e quem já recebe Bolsa Família.

➡️Microempreendedores individuais (MEI), Contribuinte individual da Previdência Social e Trabalhador Informal devem baixar o aplicativo para solicitar o auxílio:
Link para requerimento do benefício:
https://auxilio.caixa.gov.br
Link Appstore:
https://apps.apple.com/…/caixa-aux%C3%ADlio-em…/id1506494331
Link Playstore:
https://play.google.com/store/apps/details…

➡️Para verificar os critérios de renda, o governo vai cruzar informações dos bancos de dados que tem, como o CadÚnico e a declaração do Imposto de Renda.

➡️Não pode receber o auxílio quem já recebe seguro-desemprego, BPC, aposentadoria ou pensão.

Quem tem direito?
Pode solicitar o benefício o cidadão maior de 18 que atenda a todos os seguintes requisitos:
-Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:
-Microempreendedores individuais (MEI);
-Contribuinte individual da Previdência Social;
-Trabalhador Informal.
-Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Quem não tem direito ao Auxílio?
Tenha emprego formal ativo;
Pertence à família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou cuja renda mensal por pessoa maior que meio salário mínimo (R$ 522,50);
Está recebendo Seguro Desemprego;
Está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;
Recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 em 2018, de acordo com declaração do Imposto de Renda.

Imprensa Prefeitura de Itápolis