A equipe do Controle de Vetores realizou na quinta-feira (1/11), véspera do Feriado de Finados, orientação às pessoas que levavam flores para seus entes queridos no Cemitério Municipal de Itápolis, sobre como evitar a propagação do mosquito Aedes aegypti. “Estamos conscientizando a população para que evite o acúmulo de água nos vasos e oferecendo areia e pedra para que os preencham. Isso porque o cemitério é um local onde se encontra muitos focos do mosquito”, explicou a supervisora Bruna Scaramuzza.

O intuito da iniciativa é impedir a desova e proliferação do mosquito, evitando o acúmulo de água. A supervisora explica que o ideal seria que no cemitério só fossem utilizados vasos, floreiras ou quaisquer outros ornamentos e recipientes que estivessem, devidamente, perfurados no fundo e nas laterais, preenchidos com pedra brita, espuma floral ou areia até a borda e sem embalagem decorativa (plásticos e laços), evitando assim, a possibilidade de acúmulo de água.
“Continuaremos realizando este trabalho, durante todo o ano e não apenas no Dia de Finados, pois existem muitos vasos de flor que, ainda, são reservatórios de água e facilitam o surgimento de focos de larvas do mosquito transmissor de doenças que podem matar: dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. Contamos com a colaboração de todos que visitarem o cemitério”, concluiu Bruna.

Imprensa Prefeitura de Itápolis