Itápolis registrou uma suspeita de sarampo que foi confirmado por exame laboratorial de uma criança de 7 meses, que não frequentava a escola, pois era cuidada por uma baba. O caso recebeu todo acompanhamento necessário da Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica. A criança não precisou ficar internada e já está bem. Ações como a avaliação do histórico vacinal da família e orientação dos mesmos, foram realizadas. 

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Alaíde Cunha, esclareceu que não temos nenhuma outra suspeita de sarampo em Itápolis até momento. 

Mas, não se esqueça: pessoas vacinadas estão protegidas contra a doença

FAIXA ETÁRIA DA VACINAÇÃO

O Programa Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde prevê:
6 a 11 meses - 1 dose da vacina Tríplice Viral (caxumba-rubéola-sarampo) dose liberada neste momento devido ao surto da doença em todo Brasil
1 a 29 anos - 2 doses da vacina tríplice viral (1ª dose do calendário de rotina aos 12 meses - Tríplice Viral (caxumba-rubéola-sarampo) e um reforço aos 15 meses - Tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela);
30 e 59 anos 1 dose da vacina tríplice viral;
60 anos ou mais não precisam ser vacinadas;
Profissionais de saúde devem ter 02 doses independente da idade.

Em 2019, foram confirmados casos de sarampo vários estados, como São Paulo Rio de Janeiro, Bahia e Paraná. Desde o ano 2000 o Brasil, não enfrentava a circulação endêmica do vírus do sarampo, quando registrava apenas casos esporádicos e surtos limitados, relacionados à importação.  (Confira a lista das cidades:https://bit.ly/2ZdH9ZE).

O Estado de São Paulo segue vacinando contra o sarampo bebês com idade entre 6 meses a menores de 12 meses, conforme recomendação do Ministério da Saúde. A faixa etária é considerada mais vulnerável a casos graves e óbitos, e representa cerca de 13% do total de casos registrados em SP. O Governo Estadual confirmou três óbitos decorrentes da doença no estado. As vítimas foram um homem de 42 anos, da capital paulista, sem histórico de imunização contra a doença, e dois bebês – uma menina de 4 meses, de Osasco e um garoto de 9 meses, também da cidade de São Paulo.

SALAS DE VACINAS

Tem dúvidas ou ainda não tomou a vacina contra o sarampo?
Procure uma das Salas de Vacinas de Itápolis, com a carteira vacinal em mãos:
📍 Centro de Saúde “Dr. Luis Antonio Monteiro”
📍 UBS “Dr. Paulo Brasil” (Jardim Redenção)
📍 UBS Jacy Tucci (Vila Santos)
📍 UBS Distrito de Tapinas

As pessoas que estiverem protegidas com a vacina, mesmo que tenham contato com alguém que esteja com sarampo, não desenvolverá a doença

SINTOMAS

Os sintomas estão: febre alta, tosse, conjuntivite, coriza, manchas avermelhadas na pele, manchas brancas na parte interna das bochechas e tem como complicações mais frequentes otite, pneumonia e encefalite. As faixas etárias de maior risco de adoecimento são os menores de 5 anos e de 15 a 29 anos de idade.

O Sarampo é uma doença infecciosa aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações para óbitos. Em gestantes, pode provocar aborto ou parto prematuro.

Imprensa Prefeitura de Itápolis