Interessados em verificar os resultados da utilização dos resíduos de poda triturados em Itápolis, os secretários de Desenvolvimento Agropecuário e Ambiental estiveram em uma propriedade rural do município, que recebeu a doação deste material e utilizou para uma finalidade diferente das demais: o reflorestamento.

“Os galhos e folhas provenientes das podas de árvores urbanas causavam sérios problemas na gestão dos resíduos urbanos, devido à quantidade e ao volume dos mesmos. Mas, depois da aquisição e utilização do triturador de galhos, este material passou a ser muito procurado por agricultores de nosso município, que utilizam em diversos cultivos, seja em pequenos espaços, como hortas e jardins, em grandes áreas como estufas ou até em pomares”, explica a secretária da pasta ambiental.

Estes resíduos formam um importante componente para realização da compostagem - que enriquecida com outras matérias orgânicas, como resto de alimentos - gera uma rica mistura para ser utilizada em diversos cultivos. Um dos agricultores da cidade que recebeu este composto utilizou no plantio de árvores nativas e frutíferas em uma APP (Área de Preservação Permanente). Este tipo de cultivo demanda muitos cuidados, por conta da proibição da utilização de herbicidas, devido o risco de contaminação dos leitos de rios.

“O uso dos galhos triturados inibiu o crescimento de mato, diminuindo a manutenção do local e, ainda, preservou a umidade do solo”, comentou o secretário de Desenvolvimento Agropecuário. “É muito gratificante ver um material que, anteriormente, era disposto no aterro ou queimado, sendo utilizado em uma área de reflorestamento, pois vemos o ciclo se fechar, que é o principal objetivo no manejo de resíduos”, completou a secretária de Desenvolvimento Ambiental.

Imprensa Prefeitura de Itápolis