Conquistar uma vaga no mercado de trabalho é um dos maiores anseios dos brasileiros, porém, com a economia retraída, não tem sido fácil a abertura de novos postos. Em Itápolis, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico tem enfrentado esta situação com empenho.

As visitas para atrair novas empresas, com os incentivos da lei do PRODEI (Programa de Desenvolvimento Econômico de Itápolis); a continuidade nos procedimentos de reversão das áreas com desvio de finalidade dos Distritos Industriais e regularização das escrituras públicas às empresas que cumpriram os requisitos; o suporte às empresas locais, por meio do auxílio em projetos de expansão de suas linhas de produção; a abertura do Posto do SEBRAE AQUI – em parceira com Associação Comercial e Sindicato Rural, que auxiliará desde o pequeno empresário ou comerciante; a avaliação da viabilidade do projeto de incubadoras de empresas em parceria com a FACITA e a busca por qualificação profissional do trabalhador, através do oferecimento de cursos diversos, já estão gerando resultados.

O secretário da pasta explica que a Administração Municipal, por meio da política de incentivo às empresas já existentes e aos novos negócios, tem uma previsão de que mais de 500 empregos sejam gerados na cidade:

• Itaipu Transformadores - atualmente empregando mais de 400 funcionários, com projeto de ampliação e expectativa de geração inicial de até 50 empregos.

• Stella D´oro - atualmente empregando 750 colaboradores, tem projeto de expansão da linha de produção, objetivando ultrapassar o número de 800 funcionários.

• Coagrosol - construção da fábrica de sucos na estrada do Brejão, com expectativa de geração de 100 empregos iniciais.

• Indústria de Polpas - com expectativa inicial de 50 empregos (Parque Industrial Vicente Nigro - Via Tarquínio Bellentani).

• Indústria de Óleo e Gordura - previsão inicial de 180 empregos (Parque Industrial Vicente Nigro - Via Tarquínio Bellentani).

• Fábrica de refrigerantes e sucos - previsão de 12 funcionários inicialmente (Parque Industrial Vicente Nigro - Via Tarquínio Bellentani).

• Coberture - ampliação com previsão de 50 funcionários diretos e indiretos (Parque Industrial Vicente Nigro - Via Tarquínio Bellentani).

• Indústria de Móveis – previsão de 20 colaboradores diretos e indiretos (Parque Industrial Vicente Nigro - Via Tarquínio Bellentani).

• Indústria de Alimentos - empregaria 40 funcionários diretos e dezenas de indiretos.

• Fábrica de Bolachas (Nova América) - expectativa de 15 empregos.

• Miro Bordados (reforma da antiga Alsud) - atualmente empregando 300 funcionários diretos e mais 350 indiretos e com expectativa de geração de novos empregos brevemente.

• Fábrica de Sacolas Plásticas - expectativa de contratação inicial de 6 empregos diretos (Distrito Industrial III).

• Manflex – ampliação da empresa (Parque Industrial Vicente Nigro – Via Tarquínio Bellentani).

• Regional Silos - previsão de dobrar a capacidade de estocagem de grãos e consequentemente aumentar a circulação de riquezas em nossa cidade, bem como empregos diretos e indiretos.

Lembrando que a prefeitura está trabalhando também na regularização de uma nova Área Industrial localizada na saída para Tabatinga, para onde 23 pequenas empresas do município se mudariam, deixando de pagar aluguel e, podendo assim, investir na ampliação de seus negócios.

"Para colaborar com o preenchimento das vagas que já existem e das que surgirão, a prefeitura tem buscado novos cursos de capacitação, uma maior proximidade juntos aos RHs das empresas com o PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) e a desburocratização para abertura de novas empresas com auxílio do Via Rápida Empresa e da Sala do Empreendedor", disse o secretário de Desenvolvimento Econômico.

Imprensa Prefeitura de Itápolis