Ao assumir a gestão municipal, o prefeito de Itápolis e sua equipe avaliaram que a melhor forma de resolver a situação das obras paradas no município - algumas custeadas com verbas estaduais, federais e outras com recursos próprios - seria realizando uma Auditoria especializada. Isso porque, em cada construção havia uma pendência a ser resolvida para que ao retomar a construção ou reforma, não fossem ocasionados  prejuízos ao Município em relação à situação na qual cada obra se encontrava.

Então, a prefeitura realizou, por meio de um processo licitatório de Tomada de Preço, a contratação da empresa Svaizer & Gutierrez Engenharia, que desde novembro do ano passado desenvolve o trabalho de Auditoria em dez obras do município: Reforma da EMEI Ignês Ramalho; Construção da Padaria Municipal; Reforma do Almoxarifado Municipal; Reforma da UBS do Jardim 2.000 (1ª e 2ª Fases); Construção da UBS de Tapinas; Construção da UBS de Nova América; Reforma e ampliação do Centro de Saúde II; Pavimentação da Étore Venturini; Reforma e Ampliação do Campo do Flamengo; Construção do Centro Poliesportivo de Tapinas.

O serviço de Auditoria está em andamento para que sejam entregues à prefeitura as análises detalhadas das obras inacabadas, a elaboração de laudos de perícia técnica e de projetos executivos para término dos remanescentes destas obras, conforme especificações do termo de referência, incluindo cronograma físico financeiro e planilha orçamentária.

A empresa contratada utiliza sua equipe especializada, maquinários e equipamentos para desenvolver este trabalho, considerando as normas técnicas da ABNT vigentes, bem como, a Orientação Técnica 001/2006 do Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas.

“Nosso objetivo é retomar estas obras e concluí-las, mas não tínhamos como fazer isso sem essa Auditoria, para que não prejudicássemos ainda mais o município. Outra questão muito importante que valida à necessidade deste trabalho auditado é a responsabilidade perante os governos estadual e federal em relação aos recursos utilizados nestes locais. Eram muitas situações envolvidas e agimos com responsabilidade com este caso. Só depois da conclusão destes serviços é que verificaremos o que poderá ser feito em relação a cada obra e verificar os recursos financeiros disponíveis para concluí-las”, explicou o prefeito.

Imprensa Prefeitura de Itápolis