O território do município de Itápolis é conhecido desde 1723, quando estiveram aqui os senhores Sebastião Sutil de Oliveira e o Padre Frutuoso da Conceição, a procura de ouro, nas imediações de Araraquara. Mas, é em 2 de maio de 1856 que acontece a compra da Fazenda Boa Vista, que mais tarde se tornaria o município de Itápolis. A cidade foi fundada por Pedro Alves de Oliveira em 20 de Outubro de 1862, com a doação ao patrimônio de, aproximadamente, 110 alqueires da Fazenda Boa Vista.

Depois de receber as denominações de Espírito Santo do Córrego das Pedras (1871), Boa Vista das Pedras (1891) e Pedras (1906), por meio da Lei 1.234 de 22/12/1910 a cidade passa a ter o nome de Itápolis; uma palavra híbrida formada por: ita "pedra", traduzida da língua tupi e polis "cidade" que vem do grego, formando Cidades das Pedras. O município possui dois distritos: Nova América, datada de 14 de dezembro de 1910 e Tapinas, criada em 28 de novembro de 1927. 

Localizada no centro geográfico do Estado de São Paulo, Itápolis está situada num raio de 100 km das principais cidades do interior paulista, como Ribeirão Preto, Araraquara, São José do Rio Preto e Bauru. A cidade tem sua economia centrada na agricultura, possuindo mais de duas mil pequenas propriedades rurais, espalhadas pelos 996 quilômetros quadrados de sua extensão territorial. Na economia agrícola, Itápolis se destaca no cultivo de milho, soja, limão, laranja, manga, melancia, goiaba, pimentão, e cana-de-açúcar. Além da agricultura, a cidade desponta como um crescente polo industrial na região pela proximidade de umas das principais vias de escoamento do Brasil: a Rodovia Washington Luis. A cidade tem indústrias de variados setores, com destaque para o ramo alimentício e de confecção, possuindo mais de 50 indústrias e cerca de 1,3 mil empresas de prestação de serviços.

Itápolis é referência nacional no setor da aviação civil por possuir uma das melhores escolas de formação de piloto da América Latina, que agora também é faculdade de Ciências Aeronáuticas, e um dos melhores Aeroclubes do país. O município é famoso por ser considerado, popularmente, como o lugar onde é fabricado um dos melhores sorvetes artesanais do Brasil. Inclusive, dezenas de famílias itapolitanas já instalaram sorveterias em vários municípios brasileiros.

A cidade, cortada pelos rios São Lourenço e Ribeirão dos Porcos, é privilegiada pela qualidade de sua água, contando com 100% do abastecimento subterrâneo e com uma rede de distribuição de Gás Natural Comprimido (GNC), passando pelo município.

Itápolis realiza importantes eventos: Festa do Peão; Semana do Hortifruti e Festa do Pimentão; Encontro de Fuscas e Carros Antigos; Passeio Ciclístico; Encontro de Motoclubes e Festa Aviatória (Airshow), e, tem uma forte tradição em realizar festas nos Bairros Rurais, que reúnem a gastronomia local e apresentações artísticas.

Em Itápolis, é possível desfrutar das belezas naturais da área rural, onde temos também os Orquidários e áreas com queda de água, como “Paredão”, “Matãozinho” e “Salto da Onça”. Para os mais aventureiros, o município conta com trilhas rurais, que os itapolitanos já exploram com passeios de motos e veículos gaiolas.

No ano de 2018, no qual Itápolis completou 156 anos de emancipação política, a cidade conquistou o selo de Município de Interesse Turístico e passou a integrar um dos ramais do “Caminho da Fé”, que atrairá a passagem dos romeiros que seguem para Aparecida do Norte, num percurso de fé e reflexão.

Terra de um povo trabalhador e acolhedor, que recebe a todos com muito carinho!


Nomes que passaram

1º - 1871 – Espírito Santo do Córrego das Pedras.

2º - 1891 – Boa Vista das Pedras (Decreto 161), de 24 de abril de 1891.

3° - 1906 – Pedras (Lei 1021) de 06/06/1906.

4° - 1910 – Itápolis (Lei 1234 de 22/12/1910)

Clique aqui e veja o documento original

 


 

Bandeira Municipal de Itápolis

 

A Bandeira Municipal de Itápolis, de autoria do Prof.º Arcinoé Antonio Peixoto de Faria, da Enciclopédia Heroldica Municipalista, será esquartelada em sautor, sendo os quartéis nas cores alternadas de azul e vermelha, construído por faixas brancas de dois módulos de largura, carregadas de sobre faixas pretas de um módulo, dispostas em banda e em barra unindo os cantos da Bandeira e entrecruzando-se ao centro, tendo neste ponto, brocante, um círculo branco de oito módulos de circunferências, onde o Brasão é aplicado. O Brasão, aplicado na Bandeira representa o Governo Municipal e o circulo branco onde é contido, representa a própria cidade – Sede do Município – cor branca é símbolo de paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza, religiosidade. As faixas brancas carregadas de sobre faixas pretas que esquartelam a Bandeira, é a irradiação do Poder Municipal que se expande a todos os quadrantes de seu território. A cor preta é a austeridade, prudência, sabedoria, moderação, firmeza de caráter. Os quartéis em cor azul e vermelho, representam as propriedades rurais existentes no território municipal. O azul simboliza a justiça, nobreza, perseverança, zelo, lealdade, recreação e formosura. O vermelho é a dedicação, amor pátrio, audácia, intrepidez, coragem e valentia.

Brasão Municipal de Itápolis

 

Características – “Escudo português redondo, no primeiro campo de prata, em chefe, o Brasão de Armas das Oliveiras; no segundo de goles (vermelho) uma elevação de pedras. No alto do escudo, uma coroa mural de ouro, tendo sobre sua parte principal uma pomba alada de bláo (azul), símbolo do Espírito Santo, como suportes dois ramos de café frutificador, na sua cor natural. Em listel de prata em letras de góles (vermelho) a legenda – UNUS PRO PATRIA – Unidos pela Pátria e as datas de 2 de Maio de 1856 e 24 de Abril de 1891, que lembram, respectivamente, a compra da Fazenda Boa Vista por Pedro Alves de Oliveira, anterior à fundação da cidade e, a elevação da mesma à categoria de município.

 

Datas Históricas

20/10/1862: Fundação da cidade

28/12/1871: Criação do Curato

05/05/1886: Elevação à condição de Freguesia.

07/03/1888: Criação do Distrito de Paz.

24/04/1891: Elevação à condição de Município

01/05/1891: Criação do Distrito Policial

12/04/1892: Elevação a Termo

22/08/1892: Criação da Comarca

21/10/1894: Elevação à condição de Cidade.

Destaques

Política – Dr. Valentim Gentil, Odilon Negrão, Dr. Eduardo do Amaral Lyra.

Consultor Financeiro da ONU Santo Petrocelli

Missionário – Padre Victor Hugo Lapenta

Escritor – Leão Salles Machado Poetas – José Alves de Oliveira (Rubis) – Pero Neto e Libero Massari

Cantores  - Wilson Miranda

Zé Fortuna e Pitangueira (sertanejos)

Humorista – Geraldo Hauers (Alves)

Músico – Raphael Mercaldi

Historiadores – Julio da Silveira Sudário, Prof. José Toledo de Mendonça 

Feriados Municipais

 

15 DE AGOSTO 

20 DE OUTUBRO